Rocky Horror Picture Show - Review

Give yourself over to absolute pleasure!


Provavelmente você não conhece esse musical maravilhoso e não sabe a repercussão e o seu valor cutural no cinema e teatro estrangeiro. Eu também não conhecia porque - infelizmente - não fez muito sucesso por aqui no Brasil. É considerado um filme cult, ou seja, um filme que não segue os padrões de hollywood, é diferente dos clichês, pois oferece um conteúdo original; alcança um grupo de fãs, mas sem, no entanto, alcançar a fama que merece.

!! Aviso de spoiler !!

Rocky Horror Picture Show é um musical cujo tema principal é algo polêmico até os dias de hoje: liberdade sexual. Tudo começa com um jovem casal puro e fofo e virgem. Brad Majors pede Janet Weiss em casamento e os dois viram noivos. 


Brad Majors e Janet Weiss ainda com roupas
Um belo clichê se não fosse pelo pneu furado do carro enquanto viajavam para encontrar um antigo professor de Brad, Dr. Everett Scott (que meio que juntou os dois), e o convidar para o casamento. Por causa disso, eles foram parar perto de um castelo assustador onde foram recebidos por duas figuras incestuosas bem peculiares chamadas Riff Raff e Magenta. 
Magenta e Riff Raff. Sim, eles são irmãos e amantes
Em seguida, eles apresentam um grupo de pessoas estranhas que só aparecem para fazer uma dança estranhamente legal chamada "A Dobra do Tempo" e Columbia, uma mulher locona com um parafuso a menos muito alegre que gosta de dançar e sapatear. 
Esta é Columbia. Ela também era amante de Magenta e do dono da casa.
Pois bem. Em seguida somos apresentados ao personagem mais importante e mais sexy do filme: Dr. Frank-N-Furter, um cientista maluco, dono do castelo, que está prestes a trazer seu "Frankenstein sexual" à vida. 
Esse é o sexy maravilhoso Dr. Frank-N-Furter
Esse "Frankenstein" é Rocky, um ser humano gostosão artificial criado para satisfazer os desejos de Frank-N-Furter. Parte do cérebro de Rocky pertence a Eddie, um motoqueiro que namora Columbia que estava preso dentro de uma congelador gigante (junto com sua moto). Eddie era, provavelmente, um amante do cientista (assim como todos na casa) e logo depois de seu único número musical, ele é morto por Frank-N-Furter com um picareta. Uma bela morte, não é mesmo?
Frank-N-Furter com Rocky logo após seu nascimento.
Eddie logo antes de ser atacado por Fran-N-Furter.
Bom, depois disso tudo, os empregados do castelo levam Janet e Brad para dormirem em quartos diferentes. De fininho (e magicamente imitando a voz do companheiro), Frank-N-Furter invade o quarto de ambos e os seduz. 

Antes de explicar o restante da história, vale lembrar que o castelo possui alta tecnologia, com máquinas e equipamentos de gravação avançados. Portanto, os empregados da casa tem acesso a tudo que acontece dentro casa. Pois bem. Janet sente-se culpada pelo que fez com Brad, mas quando vê Brad fumando cigarro pós-sexo com Frank ao seu lado, ela percebe que ele não vale nada precisa dar o troco. Janet encontra Rocky dentro de sei lá o nome daquilo uma espécie de encubadora e resolve se divertir com ele. Logo depois, o Dr. Everett Scott, ex-professor do Brad, aparece na mansão procurando por seu sobrinho, Eddie. É claro que ninguém revela o que aconteceu com Eddie, até o momento que estão todos na mesa jantando... Quando Frank revela que eles estavam comendo os restos mortais de Eddie.
Dr. Everett Scott (não sei mais o que falar dele)
Frank tem um ataque de ciúmes com Janet que está ficando muito envolvida com Rocky. Frank "prende" Janet, Brad e Dr. Scott numa máquina que mantém os pés (no caso do Dr. Scott, as rodas de sua cadeira) presos ao chão. Nisso, Frank os transforma em estátua - usando Indutor Medusa - , junto com Columbia (ainda em luto pela morte de Eddie) e Rocky. 

Calma que ainda não acabou!

Frank arruma todas as estatuas com roupas muito sexys para um show onde eles "devem se libertar e se entregar ao prazer absoluto" (É claro que Frank "desestátua" eles para isso). Ao fim do show, Magenta e Riff Raff aparecem com roupas de alienígena sexy (se é que isso é possível) e revelam que eles três - Frank, Magenta e Riff Raff - são alienígenas e eles vem de um planeta chamado Transilvânia, da galáxia Transsexual enviados à Terra para estudar os métodos de reprodução dos humanos com o objetivo de dar continuidade à sua espécie. (Original, não é mesmo?)

O castelo inteiro é uma grande espaçonave. Riff Raff e Magenta matam Frank-N-Furter, Columbia e Rocky, "ligam" a espaçonave e o filme acaba :)

É um filme completamente louco, de fato. Mas algo nele o faz ser tão bom justamente por ser louco. Não é algo fácil de se explicar em uma review, é algo que se sente ao assistir o filme. Ah, e acreditem em mim, não é tão horrível quanto parece. Aliás, dá pra dar umas boas risadas. Frank-N-Furter, maravilhosamente interpretado por Tim Curry, é o melhor personagem do filme, apesar das atrocidades que ele faz. Não tem como não amar! rsrs.

Direção: Jim Sharman
Elenco principal: Tim Curry; Susan Sarandon; Barry Bostwick
Recomendo: SIM!!! 
Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐

Pretendo fazer um post sobre o remake que estão fazendo na Fox, com a direção de Kenny Ortega (diretor do High School Musical) com um elenco praticamente tirado da Disney (o que me dá muito medo rsrs); e também de outros tributos ao filme. 

~Gostou do post? Compartilhe e siga o blog! Em breve teremos um canal no YouTube!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo