Loving Vincent - Animação adulta sobre Van Gogh


Olá, abigos! Tudo bem com vocês?

No meu último vídeo no canal, eu falei sobre a rotoscopia (se você não viu, assista aqui) que nada mais é que um estilo de animação onde, num primeiro momento, você filma pessoa reais e, num segundo momento, passa essa filmagem em desenho, trazendo mais realidade ao desenho e dando mais forma humana a ele. Um dos exemplos que eu dei foi do recente filme Loving Vincent (2017), que eu assisti um dia depois de ter gravado o vídeo, rs. Então, hoje, falarei um pouco mais sobre essa obra de arte!


Loving Vincent (ou Com amor, Van Gogh em português) conta a história póstuma de Van Gogh. Um ano após seu suicídio, Armand, filho de um carteiro amigo do Vincent, encontra uma carta de Theo, irmão de Vincent, que nunca chegou ao destinatário. Armand sai em busca de encontrar a quem entregar sua carta e começa a investigar a vida de Van Gogh e o que aconteceu no dia de sua morte.


Falando sobre a história do filme, é bem melancólica e mostra como Vincent nunca teve sucesso algum em vida - somente começou a ser lembrado após sua morte. Vincent tinha uma vida bem solitária e depressiva. Recebia ajuda de seu irmão, Theo, que o incentivava a pintar; conheceu pessoas que, assim como Theo, o incentivaram nas suas obras, outras que o colocava para baixo. Em geral, Vincent teve uma vida bem triste. Sua morte é, até hoje, um mistério. A história mais aceita é que Van Gogh se matou, mas há quem diga que talvez não tenha sido um suicídio... Armand, por mais que seu único objetivo fosse ir atrás de alguém para dar a carta de Theo, acaba se envolvendo cada vez mais na história do pintor e se pergunta o que poderia ter realmente acontecido no dia fatídico.


É bem legal a forma como relataram os acontecimentos da história de Van Gogh ao longo do filme. A ousadia de fazer um longa-metragem inteiro de pintura a óleo é o que torna a trama ainda mais bela de se apreciar. Em momentos de flashbacks do passado de Vincent, foi usado uma escala preto e branco na pintura; nos momentos atuais do filme, as cenas eram bem coloridas.


Esse foi o primeiro filme feito com pintura à óleo. É, visualmente, tão lindo de se ver! Foi uma baita duma homenagem ao artista, não só pela forma como pintava, mas porque as cenas do filme foram inspiradas em pinturas reais que Van Gogh fez das pessoas que conhecia. Como eu citei acima, o filme foi feito com rotoscopia, então foram preciso gravar cenas reais para poder passar para tela. Ao total, foram pintados 68 mil quadros individuais para poder fazer o longa. Lembrando que: os atores filmavam as cenas na frente de um chroma; cada segundo de filmagem tem 12 frames e cada frame é um quadro pintado! ( o filme tem 1h e 35min)


Foto da atriz / pintura original / pintura do filme
Em geral, Loving Vincent é uma obra bem tocante e muito bem feita. Acho que o que mais posso exaltar nesse longa com certeza é a parte visual cujo o resultado ficou maravilhoso e é como se nós viajassemos para dentro das pinturas de Van Gogh e vissemos o mundo como ele via.

Direção: Dorota Kobiela e Hugh Welchman

Nota: ✰✰✰1/2

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo